sábado, 27 de junho de 2020

COLUNA DE HOJE

ESTAVA REFLETINDO: 

Pensei que esta pandemia mudaria as pessoas, pensei que elas se tornariam mais leves, mais verdadeiras, mais humanas. Claro, existe exceções, mas poucas mesmo! 

As  vezes, defendemos  ideologias, gostamos de coisas muitas fantasiosas, gostamos das pessoas e nem sempre elas gostam da gente. Não falo isso em tom de revolta, de desabafo, longe de mim ser assim. Falo baseado numa reflexão e na observação do comportamento das pessoas que nos cercam, que convivemos, que achamos ser para elas importante. É tolice achar que somos queridos por todos.  Que grande bobagem!

Um dos maiores erros da humanidade, é substituir a capacidade das pessoas. Muitos, acham que você não tem mais força para disputar uma partida, mas nos acréscimos, faltando 2 minutos para o fim do jogo, você entra  machucado, debaixo de vaias, desacreditado por muitos. E de repente...Você faz o gol da vitória. Aí, a coisa muda, todos vibram, te abraçam, gritam seu nome,  passam a te elogiar no calor do momento. Mas você, ao chegar em casa pensa: Quanta ingratidão, como é difícil provar para as pessoas que somos capazes!

Esta reflexão, não tem fins político, artístico, amoroso,  familiar,  profissional. Na verdade, trata-se de uma realidade que muitos sentem no dia a dia. Como sempre digo: A RODA GIGANTE DA VIDA ESTÁ GIRANDO, e eu, estou preparado para agir com equilíbrio a cada sobe e desce, pois Deus é o grande operador desta máquina. Este sim...Gosta dos seus!

Marcelo Santa Cruz

Nenhum comentário: