quinta-feira, 9 de abril de 2020

CRIANÇA É SEPULTADA SOB CRITÉRIOS DE SUSPEITA DE COVID-19 E FAMÍLIA APONTA NEGLIGÊNCIA MÉDICA NA CAPITAL DA MODA


 Uma menina de apenas 2 anos e 11 meses de idade, de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, morreu durante a noite de ontem (quarta-feira) no HR – Hospital da Restauração – no Recife-PE.

 O laudo médico da morte da criança aponta insuficiência respiratória aguda e devido à suspeita do novo coronavírus, a família não teve o direito de realizar o velório e o sepultamento foi feito no Cemitério Municipal Pedro Paulo de Souza, sob critérios estabelecidos para pacientes com suspeita do Covid-19, sem presença de público e com a urna funerária (caixão) isolada, na manhã desta quinta-feira.

 Segundo a dona Joseline de Oliveira, mãe de Maria Eduarda de Oliveira do O, a sua filha havia sentido forte dores na barriga na terça-feira (07) e foi levada pela a AME Infantil aonde recebeu atendimento médico.

 No dia seguinte, a criança piorou e foi levada novamente para AME de onde foi transferida para o Hospital da Restauração durante a tarde, onde segunda a família, foi colocada em isolamento e chegou a óbito nas primeiras horas da noite.

 A família não acredita em Covid-19 e suspeita que a medicação submetida a criança, pode ter agravado o quadro de saúde. De acordo com a mãe da vítima, a menina não apresentava gripe, tosse ou febre, apenas dores na barriga.

 Outro fato que chama atenção, é que a família ainda teve que custear as roupas especiais utilizadas pelo agente funerário. Eles informaram que ninguém da vigilância epidemiológica do município ou estado tem feito o acompanhamento das pessoas que estiveram próximo da criança, ação adotada em casos de suspeita do novo coronavírus.
 Maria Aparecida, tia da criança, registrou uma queixa contra os dois médicos que atenderam a criança no primeiro dia, na Delegacia de Plantão em Santa Cruz do Capibaribe.

 A reportagem entrou em contato com o departamento de comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe para falar sobre o assunto. Na oportunidade, fomos informados que, estão sendo colhidas as informações e posteriormente será confeccionada uma nota pública sobre o assunto. 
B
Agreste Notícia

Nenhum comentário: