quarta-feira, 25 de março de 2020

Pajeú em alerta máximo com fortes chuvas das últimas horas


Em Afogados, Barragem rompeu na zona rural e atingiu bairrosEm outras cidades da região,  a situação também é preocupante. Em Carnaíba,  áreas também foram afetadas. Rio Pajeú tem grande cheia em cidades como Serra Talhada 
Com fotos de Júnior Finfa, e Wellington Júnior e internautas
Acima, Anel Viário no momento da cheia. Abaixo, um pouco depois, mostrando como ficou
Chuvas torrenciais em várias áreas do Pajeú deixam cidades em estado de alerta nesta manhã de quarta-feira.
Em Cachoeira da Onça, uma barragem estourou e atingiu bairros da cidade de Afogados da Ingazeira.  Moradores dos Bairros Borges e Brotas estão ilhados, sem acesso à área central da cidade.
Próximo ao arco do Borges, onde havia a linha férrea
O Riacho do Borges passou a pista seguindo pra Vila Pitombeira. O Rio Pajeú está um pouco próximo da Rua da Lama. Ele desceu com muita força . Muitos ouvintes ligam para  a Rádio Pajeú,  alguns mais desesperados com a água que cobriu a ponte do Anel Viário,  levou móveis. Até um caminhão baú foi visto descendo água abaixo.
O acesso à Afogados da Ingazeira pela PE 292 está interditado pelas águas pra quem vem de Iguaracy. A não ponte resistiu e um trecho da pista foi levada pela força da água.
A Defesa Civil foi acionada e tenta ajudar as famílias de imóveis mais atingidos. Desabrigados estão sendo levados para o PETI, na área central da cidade. Não há relatos de mortes ou feridos. Mas o nível de apreensão é alto. O pico da chuva foi de madrugada.  Há áreas com mais de cem milímetros registrados.
Bairros como São Francisco, acessos como o do Bairro Sobreira também  estão  afetados. Há problemas também em áreas rurais. O riacho do Curral Velho tem grande volume. O volume da Barragem de Brotas e do Rio Pajeú  também aumentou muito.
Na zona rural, estão ilhadas as comunidades de Carapuça, Barro da carapuça, Santo Antonio, Brejo, Opa, Minador, São Domingos, Espanha, Leitão, Umbuzeiro, Serrote Verde, Travessão, Pereiros, Encruzilhada e região de Serra branca e do Caroá.
Em Iguaracy, moradores do Bairro do Campos estão isolados por conta da força da água. A Prefeitura acompanha e dá suporte aos moradores. O Rio do Macaco tem uma cheia histórica. A água segue para o Rio Pajeú. O governo municipal tem trabalho para tirar moradores de algumas áreas afetadas que ainda se negam a sair.
O Rio de Jabitacá está descendo com volume muito grande. “É impressionante o volume de água descendo, já chegando no Distrito de Jabitacá. A sorte é que é uma ponte larga”, disse o prefeito Zeinha Torres. Dois açudes estouraram nas propriedades de João Batista e Damião na Ramada e essa água está descendo com muita força próximo a Jabitacá.
Ele alertou para a população muito próxima à ponte que dá acesso ao Bairro Santa Ana. “A gente pede pra que a população não fique próxima desses rios”. Ele reclamou da fala do presidente Bolsonaro ontem. “Hoje muita gente perguntando se poderia ir pra rua, se teria aula”, reclamou o prefeito.
Carnaíba, em imagem aérea
Em Carnaíba,  o prefeito Anchieta Patriota destacou que foram mais de 200 milímetros em horas. Na Vila São Geraldo, as chuvas invadiram casas. Em Serra Branca, a Barragem estourou e o volume de água chega ao Rio Pajeú.
Na cidade de Sertânia, o Açude do Governo na fazenda Cachoeira no IPA, há 16 anos não sangrava. A Prefeitura está em alerta pois tudo deságua no Rio Moxotó, que deve subir o nível. Em algumas comunidades, a chuva alcançou 140 milímetros, como no Sítio Cacimbinha, próximo à divisa com Custódia.
Em Serra Talhada, as chuvas fortes causam grande volume de água no Rio Pajeú. A população está muito apreensiva com a possibilidade de que a água invada ainda mais áreas urbanas. A área do Pátio da Feira da Lagoa Maria Timóteo é a mais afetada.

Nenhum comentário: