Famílias da zona rural do município de Panelas, no Agreste Central, participam nesta segunda-feira (30), do mutirão sindical promovid...

Sindicatos promovem debate sobre aposentadoria rural em Panelas, agreste pernambucano

terça-feira, outubro 01, 2019 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários




Famílias da zona rural do município de Panelas, no Agreste Central, participam nesta segunda-feira (30), do mutirão sindical promovido pela Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Fetape), Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Panelas e demais Sindicatos do Polo do Agreste Central.  


A iniciativa envolverá em torno de 60 educadores e educadoras e dirigentes sindicais. Será um momento de aproximação das lideranças e dirigentes sindicais da região com a base, e a oportunidade de fortalecer o diálogo sobre a sustentabilidade político-financeira do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR).


Para o vice-presidente da Fetape, Adelson Freitas, é fundamental esse contato olho no olho com as famílias para falar sobre a importância que tem os sindicatos na luta dos direitos, sobretudo neste contexto de perseguição do governo federal aos movimentos sociais e sindicais, bem como da mídia que propaganda informações falsas sobre o fim dos sindicatos devido as mudanças no processo de aposentadoria. “ Só quem pode acabar com os sindicatos são os trabalhadores e trabalhadoras. E nós não vamos deixar isso acontecer, pois o sindicato é o espaço de luta e garantia de direitos das populações do campo”, observa o vice-presidente.


Durante toda manhã serão realizadas visitas aos agricultores e agricultoras familiares do distrito de Cruzes. E, às 15h, haverá uma grande reunião para tratar de questões como a sindicalização, a quitação, palestras sobre o tema da aposentadoria rural, crédito e Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), além de forró e sorteio de brindes.


O diretor de Finanças e Política Salarial do STR de Panelas, Ruben de Lima Barbosa, avaliou o momento que o país atravessa como de muitos desafios para a classe trabalhadora, principalmente com relação a garantia de direitos e a previdência rural. “Ter ficado de fora da reforma da Previdência não significa dias tranquilos, pois as dificuldades impostas pelo governo têm feito com que cada vez mais aumente o número de benefícios negados pelo INSS. Então, juntos com os Sindicatos do Polo, juntos com a FETAPE, vamos fazer desse mutirão sindical uma grande oportunidade pra levarmos as informações e os esclarecimentos necessários para todos os trabalhadores e trabalhadoras rurais de Cruzes, aproximando-os  cada vez mais do Sindicato”, concluiu.


0 comentários: