quinta-feira, 17 de outubro de 2019

CASO CLAUDEMIR NUNES:

ENVOLVIDOS NA MORTE DO RADIALISTA  SÃO SUBMETIDOS A PRIMEIRA AUDIÊNCIA


Jeová Fortunato Gomes e Claudiano Silva Santos, vulgo “Cacau”, mandante e executor, respectivamente, do homicídio que vitimou o radialista Claudemir Nunes da Silva, morto aos 42 anos de idade, no dia 21 de março desse ano (Clique AQUI e relembre), foram submetidos a primeira audiência sobre o caso, no Fórum de Justiça da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, Agreste Setentrional de Pernambuco, na terça-feira passada.

 A audiência de instrução foi realizada pelo excelentíssimo Juiz, Dr. João Paulo. Na oportunidade, foi realizada oitivas das testemunhas arroladas pela acusação e defesa, bem como, interrogação dos réus.

 Segundo o promotor de Justiça, Dr. Iron Miranda, o processo agora segue para o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), para alegações finais e depois a da defesa.

O processo vai agora ao MP para alegações finais e depois a defesa, para em seguida, o Juiz decidir se pronuncia os réus a julgamento ou não.

 Jeová que nega ser o mandante do crime e como já havia antecipado a imprensa, informou que conheceu o “Cacau” devido o mesmo ser primo de sua ex-esposa com quem, segundo ele, Claudemir havia tido um caso amoroso há 19 anos.


 Ainda na oportunidade, o acusado de encomendar a morte do radialista, disse já ter contratado o suposto executor para limpar um terreno de sua propriedade.

 Uma testemunha informou que antes do crime, viu o Jeová por duas oportunidades na rádio que Claudemir Nunes trabalhava e quando questionado pelo Juiz, ele justificou que teria ido resolver os danos causados no veículo de outro radialista, em um acidente de trânsito que sofreu.

 Jeová Fortunato Gomes preso em 15 de abril (clique AQUI e relembre) e Claudiano Silva Santos, vulgo “Cacau”, de 23 anos, de 23 anos, preso em 25 de Agosto (clique AQUI e relembre), continuam presos no Presídio de Santa Cruz do Capibaribe.

Agreste Notícia

Nenhum comentário: