De acordo com o jornal El País, o Paris Saint-Germain subiu na semana passada o tom das ameaças ao atacante Neymar, caso ele continuas...

PSG ameaça deixar Neymar sem jogar até 2022

terça-feira, julho 16, 2019 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários



De acordo com o jornal El País, o Paris Saint-Germain subiu na semana passada o tom das ameaças ao atacante Neymar, caso ele continuasse com seus "atos de rebeldia" no Brasil, sem se apresentar à equipe francesa para a pré-temporada. A informação é do site da ESPN.

Conforme a matéria, fontes do clube parisiense, o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi chegou a ameaçar deixar Neymar afastado do elenco, apenas treinando e sem jogar, até o fim de seu contrato, em 2022.

"O dirigente não consegue tolerar que essa crise esteja causando danos à imagem de uma instituição profundamente vinculada ao Estado do Catar", afirma o diário - o PSG é propriedade do QSI, grupo de investimentos controlado pela família real do país asiático.

O El País relata que a "novela" do possível retorno de Neymar ao Barcelona, e as "forçadas de barra" do brasileiro para voltar ao clube catalão, só foram piorando as coisas no curso dos dias.

"Al-Khelaifi passou do desgosto à raiva quando um agente muito próximo do jogador lhe assegurou que Neymar estava disposto a baixar seu salário a 24 milhões de euros netos se assinasse com o Barça, como era seu desejo. Ao PSG, a estrela cobra 47 milhões de euros por temporada. A ideia de que Neymar prefira cobrar menos com objetivo de deixar o PSG, onde lhe permite levar sua vida à margem da disciplina profissional do elenco, enfureceu Al-Khelaifi", revela o jornal.


0 comentários: