sexta-feira, 7 de junho de 2019

Assistente social morre com suspeita de H1N1 em Pernambuco


Uma assistente social de 38 aos morreu nesta quinta-feira em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, depois de apresentar sintomas da gripe H1N1. Nadjilla Francilene Lopes Furtado estava internada havia nove dias no Hospital da Universidade do Vale do São Francisco. De acordo com informações extraoficiais, a família teria custeado um exame particular, que atestou a doença.
A confirmação da causa da morte, porém, só deve sair depois de uma investigação a cargo da Secretaria Estadual de Saúde. Amostras da paciente foram enviadas às autoridades de saúde e os resultados das análises só devem sair em 10 dias.
Nadjilla está sendo velada no centro catequético da Paróquia de Santa Luzia, no bairro da Cohab Massangano, e o sepultamento vai ocorrer na sexta (7), na cidade de Marizópolis, no Sertão da Paraíba, onde ela nasceu. A assistente social morava havia 12 anos em Petrolina, era casada e deixa dois filhos, um menino de 12 anos e uma menina de 10.

Nenhum comentário: