Cássia Oliveira Silva morava em um sitio e a onda de lama passou a poucos passos da sua casa. Os fundos de seu terreno terminam no Có...

A onda de lama fazia tremer o chão, o capim e a gente, diz sobrevivente

domingo, janeiro 27, 2019 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários


Centenas de pessoas estão desaparecidas após rompimento de barragem em Brumadinho (MG): A onda de lama fazia tremer o chão, o capim e a gente, diz sobrevivente

Cássia Oliveira Silva morava em um sitio e a onda de lama passou a poucos passos da sua casa. Os fundos de seu terreno terminam no Córrego do Feijão, no vale por onde a lama desceu, levando consigo a horta e um pequeno pasto onde estavam um cavalo e uma vaca.
A casa ficou de pé, mas tudo em volta agora é barro. Em frente à residência, um morrote serviu de abrigo para a família composta por três crianças, entre sete e dez anos, sobrinhas de Cássia, e sua mãe, uma idosa com problemas na bacia e dificuldades para caminhar.
O sítio está a uma distância da barragem de rejeitos que foi suficiente para que ela fosse avisada do rompimento com alguma antecedência. Recebeu o aviso por telefone, de uma vizinha, e correu para cima do morro com a família sem levar pertences, de onde viu a onda de lama passar.

0 comentários: