Em entrevista concedida ao Blog, o vereador Helinho Aragão (PTB) deu seu balanço sobre as eleições da nova Mesa Diretora da Câmara, em S...

“Estava na cara que isso ia acontecer” – afirma Helinho Aragão sobre resultado da eleição para Mesa Diretora na Câmara

quarta-feira, dezembro 05, 2018 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários


Em entrevista concedida ao Blog, o vereador Helinho Aragão (PTB) deu seu balanço sobre as eleições da nova Mesa Diretora da Câmara, em Santa Cruz.
Nos bastidores, ele era um dos cotados a assumir a presidência da Câmara em uma eventual aliança de sua bancada com a dos vereadores que apoiam o prefeito Edson Vieira (PSDB), mas viu essa possibilidade não se concretizar após as várias articulações.

“Tivemos conversas tanto com a bancada de Diogo como com a bancada de Situação e sabíamos que apenas três não fariam a presidência. Foi aí que as conversas se estenderam, até as duas da manhã, com as duas bancadas e decidimos que meu nome estaria colocado a presidência. Chegando hoje, o dia da eleição, eu estava tranquilo e conversava com as possibilidades que iriam surgir e esse fato que aconteceu (a reviravolta), já sabia que estava na cara que isso ia acontecer” – disse.

Helinho citou que as conversas entre José Augusto Maia e Diogo Moraes foram cruciais para essa nova composição da Mesa, que colocou Augusto Maia na presidência e outros três vereadores de Oposição, ligados a Diogo.
“O que se tinha antes não era essa forma que foi colocada. Meu nome não foi aceito e quero dizer que aqueles que estavam na torcida, digo que não sou uma pedra no caminho de ninguém. Augusto é um nome promissor e essa pedra no caminho eu não queria ser, dessa unidade de Zé com Diogo” – frisou.
.

Possibilidade de rompimento com Zé Augusto

O vereador foi questionado sobre a possibilidade de rompimento com José Augusto Maia, ação declarada pelo vereador Capilé. Sobre isso, ele não confirmou essa possibilidade, mas se mostrou insatisfeito diante dos fatos.

“Na forma com que Zé Augusto faz política, isso poderia surgir, poderia acontecer, mas estou tranquilo.  Que ele seja feliz, que Augusto seja feliz, que todos sejam felizes; ele, o deputado Diogo, a bancada, os 11 vereadores… Quanto a Capilé, vou conversar com ele, esfriar a cabeça e que possamos voltar a fazer a oposição que sempre fazemos. Somos oposição ao Governo Municipal” – disse, completando que continuaria no grupo que o elegeu

0 comentários: