O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais – SINDIBREJO seguiu as Centrais Sindicais e aderiu na quarta-feira 15 de março a GREVE...

SINDIBREJO aderiu a paralização nacional e proporcionou manhã informativa aos servidores do Brejo da Madre de Deus

quinta-feira, março 16, 2017 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários



O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais – SINDIBREJO seguiu as Centrais Sindicais e aderiu na quarta-feira 15 de março a GREVE NACIONAL CONTRA A REFORMA PREVIDENCIÁRIA, enviada ao Congresso Nacional em dezembro do ano passado, com data para votação em 28 deste mês março.

“A proposta do governo Michel Temer foi feita sem discussão com a sociedade civil, de forma desastrosa, irresponsável e sem nenhum critério, tendo como objetivo igualar a idade mínima de 65 anos ente homens e mulheres e 49 anos de contribuição ininterrupta”, afirmou a presidente do sindicato Wilma Azevedo.


O sindicato aderiu à paralisação e proporcionou uma manhã informativa aos servidores públicos municipais, na sede do SINDIBREJO o servidores tiveram a oportunidade de esclarecer suas dúvidas com a equipe do sindicato e com Drª Juliana Ferreira, advogada do sindicato, em seguida participaram de uma entrevista na rádio local Colinas FM.


A adesão dos servidores municipais foi em massa, à prefeitura municipal fechou as porta, as secretarias municipais também, funcionando só os serviços essenciais. Algo histórico na vida do servidor municipal do Brejo da Madre de Deus.


A presidente do sindicato destacou a importância do momento que o trabalhador brasileiro está passando com tamanho desrespeito aos direitos conquistados ao longo de décadas. Na rádio local foram abordados os principais pontos da reforma previdenciária como: as alegações do Governo Temer sobre a reforma, as principais mudanças, quem será afetado, quando essas mudanças entrarão em vigor, a idade mínima de 65 anos, as regras de transição, a fórmula 85/95 anos, o cálculo quando se aposentar na regra atual e após a reforma, o que muda para os servidores públicos, aposentadoria integral, diferença de regra entre homens e mulheres, os regimes especiais, pensão por morte, os trabalhadores rurais, desvinculação do piso da previdência do salário mínimo e o fim da paridade entre os servidores ativos e inativos.

É o SINDIBREJO atuando com responsabilidade e seriedade para garantir os direitos dos servidores do nosso município.

0 comentários: