Cinco mulheres são mortas dentro de Cabaré Na madrugada desta Quarta-feira (15), cinco mulheres foram assassinadas á tiros no i...

quarta-feira, julho 15, 2015 Marcelo Santa Cruz 0 Comentários


Cinco mulheres são mortas dentro de Cabaré

Na madrugada desta Quarta-feira (15), cinco mulheres foram assassinadas á tiros no interior de um prostíbulo, localizado na pacata cidade de Itajá, região do Vale do Assú, interior do estado doRio Grande Norte, á 200 Km da capital Natal.

Segundo informações repassadas ao Blog Jota Lima AGORA, a casa de prostituição de nome “Cabaré de Patrícia Sapatão”, foi alvo de elementos que visitaram o prostíbulo pela madrugada. O objetivo dos assassinos era matar umas das mulheres que trabalhavam no estabelecimento comercial, mas outras quatro mulheres foram assassinadas juntos com o alvo dos algozes; a polícia acredita que as outras meninas que não tinham nada a ver, foram assassinadas por queima de arquivo, o que significa que não era para existir testemunhas do crime.

A dona do Cabaré, Patrícia Regina Nunes, de 37 anos de Idade, natural de Fernando PoderosaMaria Daiane Batista, 20 anos de idade, natural de Itajá, Cássia Raiane Santiago, 17 anos de idade, natural de Assú, Maria da Conceição Pedrosa Ferreira, 20 anos de idade, natural de Assú e outra mulher conhecida por “Menininha”; foram às vítimas de umas das maiores chacinas da história do estado do Rio Grande do Norte.
O detalhe é que, dois corpos foram encontrados em uma sala, outros dois na cozinha, enquanto a quinta vítima foi morta dentro de um banheiro. De acordo com informações de populares, os criminosos chegaram ao local em um veículo tipo celta de cor preta, e utilizaram armas de diversos calibres. O local, do crime foi isolado por Policiais Militares da Cidade de Itajá, com reforço da cidade de Assú. A equipe de plantão do Itep (Instituto-Técnico Científico de Polícia), também esteve no local para realizar os levantamentos cadavéricos, em seguida os corpos foram encaminharam para a sede do instituto, na cidade de Mossoró.

De acordo com a Degepol (Delegacia Geral de Polícia), uma ação conjunta constituída pela DPCIN (Diretoria de Polícia do Interior),Dehom (Delegacia Especializada em Homicídios) de Mossoró, Divipoe (Delegacia Regional de Mossoró, Divisão de Polícia do Oeste) e Delegacias de Polícia de Angicos e Assú está responsável pela investigação do crime.


0 comentários: